A avaliação da aprendizagem

0
141
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Uma menina está fazendo um sinal em Libras. Atrás dela vemos um painel com letras em Libras. Fim da descrição.
Adaptação de recursos é fundamental na educação inclusiva (Foto: Divulgação)

Por: Rafael Dias Silva*

Na prática cotidiana da sala de aula, a avaliação da aprendizagem é um grande desafio para a área da educação e tem sido uma preocupação constante dos professores nos dias de hoje.

Podemos conceber a avaliação como parte de um processo que devemos levar em conta nos planejamentos escolares e também como uma estratégia pedagógica voltada para o direito à aprendizagem. Aprender implica em construção e desconstrução de esquemas e paradigmas aprimorando novas competências e habilidades e desta forma desenvolvemos nossa autonomia em pensar de forma ativa e crítica.

 

Avaliação e currículo

A Avaliação e o Currículo caminham juntos neste processo e entender a verdadeira finalidade da avaliação pode ser útil para o planejamento e a execução das atividades.

Sabemos que não podemos avaliar tudo o que ensinamos e que ainda a forma de avaliação está pautada em classificações através dos instrumentos formativos e somativos, mas de acordo com Perrenoud (1999), “a avaliação da aprendizagem, no novo paradigma, é um processo mediador na construção do currículo e se encontra intimamente relacionada à gestão da aprendizagem dos alunos. Na avaliação da aprendizagem, o professor não deve permitir que os resultados das provas periódicas, geralmente de caráter classificatório, sejam supervalorizados em detrimento de suas observações diárias, de caráter diagnóstico.”

Avaliar com relação ao rendimento dos nossos alunos faz parte do trabalho docente. Cabe aos professores desenvolver as competências para reconhecer as diferenças na capacidade de compreensão dos alunos contribuindo para a superação das eventuais dificuldades.

Muitos professores que trabalham com alunos que têm deficiência ficam inseguros quando estabelecem em seus planejamentos a etapa da avaliação. O importante é que os alunos com deficiência sejam avaliados da mesma maneira que seus colegas e não de forma dissociada.

A única diferença que existe na aplicação das avaliações quando comparada aos alunos sem deficiência está relacionada aos recursos que devem ser disponibilizados. Entre eles, plataformas educacionais bilíngues (Português/Libras) e intérpretes para alunos surdos, material digitalizado em braile, para alunos cegos, provas e livros com ampliação em seus textos para alunos com baixa visão, ou seja, a adequação dos instrumentos de avaliação é importante.

Assim podemos garantir que neste contexto os alunos podem verdadeiramente ser incluídos e suas possíveis limitações, ou, características sejam solucionadas.

A avaliação é importante para realizarmos o fechamento do contrato didático. Mudá-la nos leva a repensar nossa prática e nossas estratégias em sala de aula. Superar nossas inseguranças e angústias faz parte do processo e novos desafios são importantes para nosso crescimento.

Juntos podemos elaborar novas práticas educacionais repensando nossas atividades docentes e construir uma escola democrática, cidadã e inclusiva.

 

Cursinho pré-vestibular em Libras

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato quadrado. Banner de divulgação das inscrições para o cursinho pré-vestibular em Libras, com as informações, descritas no texto abaixo. Fim da descrição.

Estão abertas as inscrições para o cursinho pré-vestibular em Libras 2017. Com aulas em Libras, o cursinho preparatório para o ENEM e para a USP, terá início no próximo dia 19/08.

As aulas são coordenadas pelo professor Rafael Dias Silva, sempre aos sábados, das 9h às 15h, na Escola Estadual Dom João Maria Ogno e Habits, na USP Leste.

Os interessados podem se inscrever no Facebook Libras na Ciência. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail: [email protected].

Saudações!

 

Descrição da imagem #PraCegoVer: A imagem está no formato retangular, na vertical. Nela está o educador Rafael Silva. Ele está próximo a uma parede branca. Ao fundo, do lado direito, é possível ver algumas árvores e folhagens, como uma praça. Rafael usa um terno cinza escuro, uma camisa azul royal e está com os braços cruzados. Ele está sorrindo. Fim da descrição.
Foto: Gustavo Grandal

*Rafael Dias Silva é professor, mestrando e pesquisador em educação especial. Criou o projeto Libras na Ciência, no Habits – USP|Leste, dá palestras sobre inclusão no setor público, cursos de formação inicial e continuada para professores sobre educação bilíngue (LIBRAS/PORTUGUÊS), além de tratar sobre metodologia e estratégias educacionais.

 

 

Notícias sobre Educação

. Competências essenciais na educação inclusiva

. Acessibilidade em Libras por um ENEM mais democrático

. O uso de tecnologias na educação: pesadelo ou oportunidade?

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here