Você sabe o que é o TDAH?

1
472
Descrição da imagem #PraCegoVer: Um menino está sentado e à sua frente está um livro aberto e um globo terrestre. O menino é loiro e tem cabelos lisos. Ele está com a mão direita sobre o livro e a esquerda apoiada em sua cabeça. Ele parece está pensando em algo distante. Fim da descrição.
Especialista ajuda a esclarecer dúvidas sobre o transtorno (Foto: Divulgação)

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) costuma se manifestar na infância e pode persistir ou não na idade adulta. Marcado por três características principais: dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade, normalmente atinge mais meninos que meninas.

De um modo geral, o paciente apresenta dificuldades nos níveis escolares e no convívio social devido ao alto grau de agitação, costuma ser desatento e apresentar dificuldades comportamentais com regras e limites.

De acordo com o psiquiatra Mario Louzã, médico assistente e coordenador do Programa de Déficit de Atenção e Hiperatividade no Adulto do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP, o professor pode ser um grande aliado para analisar os sinais e descobrir se a criança tem ou não TDAH.

“Quando o paciente está na escola, o que chama a atenção do professor é a dificuldade de concentração, quando a criança se distrai com muita facilidade e vive no ‘mundo da lua’. A hiperatividade também pode se manifestar neste aluno, que pode ser mais agitado que os demais e não conseguir ficar sentado por muito tempo para assistir a aula”, explica o especialista.

Causas do TDAH

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato quadrado. O psiquiatra Mario Louzã está sentado em seu consultório. Ele é um homem moreno, calvo e com barba, castanha. Mario usa uma camisa branca e um colete marrom. Ao fundo, vemos dois quadros com imagens em preto e branco, na parede branca. Fim da descrição.
O psiquiatra Mario Louzã (Foto: Divulgação)

Segundo o psiquiatra, o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade é consequência de múltiplas causas, e um dos fatores importantes é a genética. De acordo com Louzã, é muito comum que uma criança com TDAH possua familiares adultos com o transtorno.

Outros possíveis fatores também podem estar relacionados com problemas no desenvolvimento do sistema nervoso central durante a gestação, no parto e nos primeiros anos de infância.

Diagnóstico de TDAH

O diagnóstico do TDAH é clínico, não há nenhum tipo de exame que possa ser feito, ele é fundamentalmente dado por meio da história e da observação da criança, além das informações dos pais e dos professores. Estas pessoas que convivem com o paciente devem utilizar técnicas de observação, conversar com a criança e perceber a sua personalidade, suas dificuldades, suas distrações, e os sintomas analisados devem ser apresentados aos profissionais da saúde.

Um relatório preparado pelos educadores pode ser muito útil para o diagnóstico, visto que a partir dali é possível analisar o rendimento educacional do paciente em termos de aproveitamento escolar para ter um melhor panorama do quadro.

Os profissionais que atuam no tratamento destes pacientes são os psiquiatras e neuropediatras, eventualmente a criança também é encaminhada para outros profissionais que farão abordagens terapêuticas, como os psicopedagogos, psicólogos e fonoaudiólogos, mas tudo depende do conjunto de sintomas e de outras eventuais doenças associadas que o paciente possa ter. Dentre os tipos de tratamento está a medicação para diminuir os sintomas do TDAH e as abordagens de psicoterapia e pedagogia.

O especialista afirma, ainda, que é de extrema importância que as famílias procurem um tratamento precoce, uma vez que a criança passa a ter prejuízos que vão se acumulando: “Se ela não garante resultados positivos no primeiro ano escolar, por exemplo, ela passa com dificuldades para o segundo ano, e assim sucessivamente. Então se o seu quadro for tratado precocemente há uma chance maior para que ela evolua de forma mais favorável em relação à sua educação e à formação da sua personalidade”, conclui.

 

Portal Acesse

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here